Glare (ofuscamento): o que é? Como tratar?
< Voltar

O glare (ou ofuscamento) é um fenômeno que tem despertado a atenção dos médicos, pois muitos pacientes se queixam da dificuldade de dirigir à noite ou assistir à televisão. Essa sensibilidade é desencadeada por um excesso de quantidade de luz no campo de visão do indivíduo, e pode ser natural ou causada por doenças oftalmológicas.
Existem diferentes graus de ofuscamento, desde um leve desconforto, até formas importantes de fotofobia. Por ser uma sensação que experimentamos desde à infância, muitas vezes é difícil o indivíduo perceber quando esta deixa de ser normal. Uma característica comum é a diminuição da sensibilidade ao contraste, o que leva a piora da qualidade visual.
A doença que mais comumente pode causar glare é a catarata. Outras que favorecem a manifestação do ofuscamento são: uveíte, albinismo ocular, distrofia de cones, retinose pigmentar, cicatrizes ou irregulares da córnea, ceratocone, diabetes e pós-cirurgia refrativa.
Algumas condições de piora do glare:
- Uso de lentes de contato
- Óculos arranhados ou sujos
- Pupilas grandes
- Dias nublados ou muito ensolarados
- Olhos claros
- Uso de alguns antibióticos
- Álcool e maconha
O tratamento consiste em tratar a doença causadora (quando existente), como, por exemplo, operando a catarata, além do uso óculos de lentes especiais (medicinais ou filtrantes), as quais devem ser prescritas pelo oftalmologista, e poderão diminuir os sintomas, permitindo uma melhor qualidade visual.
Para controlar a fonte causadora do glare é necessário ajustar a entrada de luz natural no ambiente, seja através do uso de persianas, costinhas, películas em vidros, etc. O posicionamento da mesa de trabalho e do monitor também é importante, pois não devem estar diante da janela, nem na parede oposta. O controle do brilho e nas telas de computadores pode ser útil. Deve-se evitar superfícies muitos reflexivas, como páginas com folhas brilhantes de livros ou revistas.


Dr. Evandro Lopes de Araujo
Presidente da Sociedade Brasileira de Visão Subnormal
Médico colaborador do Departamento de Visão Subnormal do Instituto Benjamin Constant
Email: evandrolopesaraujo@yahoo.com.br